quarta-feira, 13 de novembro de 2013

170 cidades da PB estão em situação de emergência; 12 açudes já estão secos.

Declaração de situação de emergência permite que o poder público dispense licitação para a compra de produtos ou a contratação de serviços emergenciais
Cidades | Em 13/11/13 às 17h10, atualizado em 13/11/13 às 18h13 | Por Redação

Portal correio.

Seca na Paraíba
A Secretaria Nacional de Defesa Civil publicou na edição desta quarta-feira (13) no Diário Oficial da União uma portaria reconhecendo o estado de emergência em 170 municípios da Paraíba, em decorrência da estiagem que afeta o estado.
O governo da Paraíba decidiu, no dia 30 de outubro, manter a situação de emergência nas cidades por mais seis meses.
Em todo o estado, até a última quinzena de outubro, sete açudes estavam completamente secos. De acordo com levantamento da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), o número subiu para 12.
A declaração de situação de emergência permite que o poder público dispense licitação para a compra de produtos ou a contratação de serviços emergenciais. Dessa forma, o Executivo pode conseguir crédito extraordinário para resolver os problemas e também é possível adquirir bens ou serviços sem a necessidade da licitação.
O governador Ricardo Coutinho (PSB) diz que a seca registrada em 2013 é a maior dos últimos 80 anos e o problema tem causado graves danos à saúde e prejuízos econômicos na agricultura e pecuária da Paraíba.
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que mais de 407 mil bovinos foram perdidos e boa parte desse prejuízo foi causada pela estiagem.

Açudes: 
Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) 12 açudes estão completamente secos na Paraíba, são eles: Emas, Serrote, Olivedos, Cabaceiras, Prata II, Santa Luzia, São José IV, Chupadouro, São Mamede, Batista, São Francisco II e Várzea. Além desses, outros 16 reservatórios estão em situação crítica com menos de 5% do seu volume total.
Lista do municípios em estado de emergência:
1 Água Branca
2 Aguiar
3 Alcantil
4 Algodão de Jandaíra
5 Amparo
6 Aparecida
7 Arara
8 Araruna
9 Areia de Baraúnas
10 Areial
11 Aroeiras
12 Assunção
13 Bananeiras
14 Baraúna
15 Barra de Santana
16 Barra de Santa Rosa
17 Barra de São Miguel
18 Belém do Brejo do Cruz
19 Bernardino Batista
20 Boa Ventura
21 Boa Vista
22 Bom Jesus
23 Bom Sucesso
24 Bonito de Santa Fé
25 Boqueirão
26 Brejo do Cruz
27 Brejo dos Santos
28 Cabaceiras
29 Cachoeira dos Índios
30 Cacimba de Areia
31 Cacimba de Dentro
32 Cacimbas
33 Caiçara
34 Cajazeiras
35 Cajazeirinhas
36 Camalaú
37 Campina Grande
38 Caraúbas
39 Carrapateira
40 Casserengue
41 Catingueira
42 Catolé do Rocha
43 Caturité
44 Conceição
45 Condado
46 Congo
47 Coremas
48 Coxixola
49 Cubati
50 Cuité
51 Curral Velho
52 Damião
53 Desterro
54 Diamante
55 Dona Inês
56 Emas
57 Esperança
58 Fagundes
59 Frei Martinho
60 Gado Bravo
61 Gurjão
62 Ibiara
63 Igaracy
64 Imaculada
65 Ingá
66 Itabaiana
67 Itaporanga
68 Itatuba
69 Jericó
70 Joca Claudino
71 Juazeirinho
72 Junco do Seridó
73 Juru
74 Lagoa
75 Lagoa Seca
76 Lastro
77 Livramento
78 Logradouro
79 Mãe d'Água
80 Malta
81 Manaíra
82 Marizópolis
83 Massaranduba
84 Mato Grosso
85 Maturéia
86 Mogeiro
87 Montadas
88 Monte Horebe
89 Monteiro
90 Natuba
91 Nazarezinho
92 Nova Floresta
93 Nova Olinda
94 Nova Palmeira
95 Olho D`agua
96 Olivedos
97 Ouro Velho
98 Parari
99 Passagem
100 Patos
101 Paulista
102 Pedra Branca
103 Pedra Lavrada
104 Piancó
105 Picuí
106 Pocinhos
107 Poço Dantas
108 Poço de José de Moura
109 Pombal
11 0 Prata
111 Princesa Isabel
11 2 Puxinanã
11 3 Queimadas
11 4 Quixabá
11 5 Remígio
11 6 Riachão
11 7 Riachão do Bacamarte
11 8 Riacho de Santo Antônio
11 9 Riacho dos Cavalos
120 Salgadinho
121 Salgado de São Félix
122 Santa Cecília
123 Santa Cruz
124 Santa Helena
125 Santa Inês
126 Santa Luzia
127 Santa Terezinha
128 Santana de Mangueira
129 Santana dos Garrotes
130 Santo André
131 São Bentinho
132 São Bento
133 São Domingos
134 São Domingos do Cariri
135 São Francisco
136 São João do Cariri
137 São João do Rio do Peixe
138 São João do Tigre
139 São José da Lagoa Tapada
140 São José de Caiana
141 São José de Espinharas
142 São José de Piranhas
143 São José de Princesa
144 São José do Bonfim
145 São José do Brejo do Cruz
146 São José do Sabuji
147 São José dos Cordeiros
148 São Mamede
149 São Sebastião de Lagoa de Roça
150 São Sebastião do Umbuzeiro
151 São Vicente do Seridó
152 Serra Branca
153 Serra Grande
154 Solanea
155 Soledade
156 Sossego
157 Sousa
158 Sumé
159 Tacima
160 Taperoá
161 Tavares
162 Teixeira
163 Tenório
164 Triunfo
165 Uiraúna
166 Umbuzeiro
167 Várzea
168 Vi e i r ó p o l i s
169 Vista Serrana
170 Zabelê











sábado, 20 de julho de 2013

ABRINDO CAMINHOS.






                    
                                  A Prefeitura de Esperança através da Secretaria de Agricultura vem recuperando trechos de estradas que a tempo não tinha sido recuperadas, um exemplo   claro é o trecho Lagoa de Pedra x Covão, material já esta sendo reposto e arvores estão sendo podadas para o melhor acesso dos agricultores que precisam trafegarem com destino a cidade  como também para as obrigações diárias . Este sim é Com a Força do Povo.

domingo, 14 de abril de 2013

CIDADES DA PB VÃO SER ABASTECIDAS POR CARROS PIPA, DIZ CAGEPA. 12/04/2013 20h00 .


Atualizado em 12/04/2013 20h01.
Abastecimento de água vai ser suspenso a partir de segunda-feira (15).
Medida é para evitar colapso na barragem Canafístula II.
Do G1 PB


                                  O abastecimento de água em oito municípios da Paraíba vai ser suspenso pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) a partir da segunda-feira (15). O objetivo é evitar um colapso na barragem Canafístula II. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (12).

                      Os municípios afestados serão Cacimba de Dentro, Solânea, Bananeiras, Araruna, Riachão, Tacima, Dona Inês e Damião. O abastecimento será feito através de carros pipa.
De acordo com a engenheira Eulina Dantas Bezerra, gerente da Cagepa na região do Brejo, a barragem Canafístula II está com apenas 6% da capacidade de armazenamento de água. Ela revelou que, caso não chova nos próximos dias, o reservatório corre sérios riscos de entrar em colapso total. A engenheira disse, ainda, que a medida de suspender o abastecimento visa evitar que a água ainda existente na barragem acabe dentro de um período mais curto. Segundo ela, estudos feitos pelos técnicos da Cagepa revelam que, se o abastecimento permanecer sendo feito da forma atual, a água só dará para ser distribuída por mais 15 dias.

“Com a água sendo distribuída através de carros pipa, a projeção é que dure por muito mais tempo”, argumentou a gerente da Cagepa. “Muitos reservatórios da nossa região, infelizmente, já estão em colapso total e outros bem abaixo de suas capacidades de acúmulo de água”, enfatizou a engenheira.

Eulina Dantas disse que a Cagepa já emitiu um comunicado aos prefeitos dos municípios abastecidos pela barragem Canafístula II, informando que a partir da próxima segunda-feira a água será distribuída através de carros pipa. “No mesmo comunicado, estamos solicitando que os prefeitos indiquem os pontos estratégicos para a distribuição da água”, observou.

“Em Cacimba de Dentro, Solânea e Bananeiras, a água será captada na estação de tratamento de água por carros pipa e distribuída em pontos fixos previamente comunicados à população. Já em Araruna, Riachão, Tacima, Dona Inês e Damião, a água será captada na caixa d’água por carros pipa e distribuída em pontos definidos pelos prefeitos”, explicou a gerente, acrescentando que a Cagepa vai colocar à disposição das prefeituras funcionários para coordenar as ações.
tópicos:
Araruna, Bananeiras, Cacimba de Dentro, Damião, Dona Inês, Riachão, Solânea, Tacima







quinta-feira, 7 de março de 2013

Congresso derruba veto de Dilma, mantém redistribuição dos royalties e Paraíba ganhará mais de R$ 340 milhões. Senadores e deputados de estados não produtores reconheceram a minoria, mesmo antes do início da votação. Alguns deles se retiraram do plenário. O veto foi derrubado por votos contra Brasil | Em 06/03/13 às 23h49, atualizado em 07/03/13 às 11h20 | Por Hermes de Luna, com informações da Agência Senado.




Depois de uma votação tensa e discussões entre parlamentares de estados produtores de petróleo e não produtores, o Congresso Nacional derrubou na noite dessa quarta-feira (6) e começo da madrugada desta quinta-feira (7) os 142 vetos da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que trata das novas regras de distribuição dos royalties do petróleo.

De acordo com a Secretária da Mesa Diretora do Senado, 54 senadores votaram pela derrubada do veto. Dos 81, 63 senadores votaram. Na Câmara, o veto com menor rejeição obteve 349 votos e o que com maior teve 354 votos. No total, 405 deputados dos 513 participaram da votação.

Foram quase cinco horas de debates e discussões acaloradas no plenário. Embora reconhecessem que não tinham votos suficientes para manter os vetos, deputados e senadores do Rio de Janeiro e do Espirito Santo protestaram durante toda a sessão. Obstruíram os trabalhos com a apresentação de requerimentos e questões de ordem para retardar a votação.

O senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB) foi o relator do projeto e apresentou um substitutivo, que foi aprovado pela Câmara Federal no ano passado.

Para derrubar na sessão iniciada nesta quarta, o veto era preciso maioria absoluta. Ou seja, 41 votos dos senadores e 257 votos dos deputados federais. O veto mudava a destinação de R$ 100 bilhões para estados e municípios até 2020.


Vital Filho disse que foram três anos de luta. lembrou que em 2010 teve início a discussão, a partir de idéia do senador Wellington Dias (PT-PI). Frisou que o Senado, por uma maioria de 71 votos, aprovou o seu substitutivo. "O projeto atendia a maioria do povo brasileiro", disse.

Segundo ele, a judicialização do processo foi inexplicável sob todo e qualquer argumento. "Com uma decisão firme do STF cairão por terra todas as tentativas de judicializar as decisões soberanas desta Casa", discursou.

Protestos

A manobra não teve êxito e levou os parlamentares do Rio e do Espírito Santo a abandonar o plenário como forma de protesto e também para não legitimar a sessão.

Senadores e deputados de estados não produtores reconheceram a minoria, mesmo antes do início da votação. "O Judiciário há de colocar a constitucionalidade no seu devido lugar", previu o senador Magno Malta (PR-ES). Ele chegou a ser vaiado pelos parlamentares dos estados não produtores.

Logo após abandonar a sessão do Congresso Nacional em que se examinam os vetos à Lei dos Royalties, o senador Lindbergh Farias (PT-RS) disse ter certeza de que o Supremo Tribunal Federal anulará a sessão, que continua sendo realizada.  "Esta sessão está marcada por vícios, pelo atropelo da Constituição e do Regimento Interno. Vamos entrar com todos os mandados de segurança possíveis para pedir sua anulação", anunciou.

Senador pelo Rio de Janeiro , estado produtor de petróleo que apoia os vetos feitos pela presidente Dilma Rousseff, o paraibano Lindbergh afirmou que o presidente do Congresso, Renan Calheiros, desrespeitou o regimento ao não permitir que os parlamentares apresentassem questões de ordem ou discursassem por até 20 minutos. "Quiseram nos tratar de forma desrespeitosa. Esse procedimento do presidente do Congresso nos colocou para fora. Não vamos legitimar isso - protestou Lindbergh, que deixou a sessão acompanhado por outros parlamentares do Rio de Janeiro", disse.

Na votação do ano passado, os deputados federais aprovaram o Projeto de Lei 2565/2011 que redistribui os recursos dos royalties do petróleo. Com a nova divisão a Paraíba ganhará R$ 341.971.644 milhões.

Por 296 votos a favor e 124 contra, foi aprovado o texto-base oriundo do Senado do projeto que redistribui entre União, estados e municípios os tributos (royalties e participação especial) provenientes da exploração do petróleo. O projeto foi vetado pela presidente Dilma Rousseff.

Na sessão desta quarta-feira (06) à noite,o presidente do Congresso, Renan Calheiros, deu início ao processo de votação após aprovação de requerimento do líder do Democratas na Câmara, Ronaldo Caiado (DEM-GO), pedindo o encerramento da discussão, após falarem quatro senadores e oito deputados.

Contrário ao requerimento de Caiado, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) argumentou que o debate ainda não estava esgotado e pediu o prosseguimento da discussão.

Os deputados aprovaram o requerimento pelo início da votação dos vetos com 342 votos a favor, 15 contra e cinco abstenções. No Senado, o requerimento foi aprovado simbolicamente, sem pedido de verificação.

O processo de votação foi aberto pelo presidente do Senado às 23h24. O Congresso apreciou o veto  38/2012, da presidente Dilma Rousseff, feito ao PLS (projeto de lei substitutivo) 448/11, que determina regras para os royalties.

Ganhos da Paraíba

O senador Vital Filho disse que, com a redistribuição dos royalties, a Paraíba que recebe R$ 28,4 milhões passará a receber mais de R$ 342 milhões, um crescimento de 1.105%. "Esse mesmo valor será rateado entre todos os municípios do Estado. As cidades que recebem pelo FPM (Fundo de Participação dos Municípios), de acordo com sua alíquotas, terão reajustadas suas receitas com esses níveis. E todo município da Paraíba passará a receber uma receita extra talvez maior, em alguns casos, do que o próprio FPM", argumentou.

Em 2020, segundo Vital Filho, a Paraíba vai receber R$ 1 bilhão. "Isso é uma receita nova que vai fortalecer o tesouro estadual e as reservas dos municípios que estão, desde 1988, pagando uma conta indevida", disse.

Vital Filho disse que João Pessoa, que recebe hoje R$ 2,7 milhões por ano, vai ganhar dos royalties de petróleo e gás R$ 17,5 milhões. Campina Grande, ainda segundo o senador, vai receber mais de R$ 726 mil este ano. Em 2014, ganhará R$ 4,8 milhões.

Outro exemplo citado por Vital Filho é o município de São José de Piranhas (no Alto Sertão paraibano), terra do senador Cícero Lucena (PSDB). "O crescimento será de R$ 113 mil para R$ 763 mil no próximo ano. O que estamos fazendo é uma verdadeira revolução econômica e social no Brasil. É a repactuação da federação. Existe uma concentração para poucos em detrimento de muitos. Na verdade, esse projeto é de ´Robin Hood´. Ele está tirando de quem tem para dar a quem não tem, mas não está deixando quem tem ficar zerado. Eu não prejudiquei, por exemplo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. O que eles ganhavam em 2010 vão receber em 2012 de royalties", salientou.









quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Atenção Esperança.


                            Ontem ,19/02/2013 as  14:00 aconteceu a segunda reunião ordinária na Câmara Municipal , foi interna por conta das adequações que estão sendo feita no plenário para acomodação dos 13 parlamentares, mas a surpresa é que a Prefeita Interina  Cristiane Almeida enviou ao legislativo 8 projetos de leis dentre eles a Terceirização do Matadouro, a Criação da Secretaria de Esporte , a Criação do Departamento de Engenharia na Secretaria de Obras , Criação de Cargos, Alteração no Fundo de Previdência e Crédito Especial , as proposituras foram enviadas as comissões para serem analisadas e depois volta ao plenário para  serem discutidas e votadas.


Governo eleva renda do Bolsa Família para chegar a R$ 70 per capita. 19 de Fevereiro de 2013 - 14h07 G1


                              O governo federal anunciou nesta terça-feira (19) uma ampliação do programa Bolsa Família. A partir de agora, os beneficiários passam a ter a garantia de renda de ao menos R$ 70 per capita (por pessoa), ou seja, R$ 350 em uma família de cinco pessoas, por exemplo.Com a iniciativa, todos os 22 milhões de beneficiários cadastrados no Bolsa Família ficarão acima da linha de extrema pobreza - que é definida por quem vive com menos de R$ 70 por mês, conforme Tereza Campello, ministra do Desenvolvimento Social

.A estimativa, no entanto, é de que ainda existam cerca de 2,52 milhões brasileiros não identificados e cadastrados nos programas sociais vivendo em situação de miséria. Segundo Tereza Campello, para erradicar a pobreza absoluta no país o governo precisa localizar e incluir essas pessoas no Cadastro Único para Programas Sociais (Cadúnico).

Ao anunciar as medidas, a ministra disse que a iniciativa elevará imediatamente a renda de cerca de 2,5 milhões de beneficiários do Bolsa Família, que terão garantidos pelo menos R$ 70, seja unicamente pelo Bolsa Família ou como complemento ao salário que recebem.De acordo com informações do ministério, a complementação de renda aos 2,5 milhões de brasileiros custará R$ 773 milhões em 2013.

O pagamento começará a ser feito em março deste ano.Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, os valores pagos pelo Programa Bolsa Família variavam de R$ 36 (trinta e seis reais) a R$ 306 (trezentos e seis reais), de acordo com a renda mensal por pessoa da família e o número de filhos menores. Agora, esse limite deixa de existir para que todas as famílias tenham a garantia de R$ 70 por pessoa, independente do número de filhos.'Falta pouco'Em discurso, a presidente Dilma Rousseff disse que "falta pouco" para o Brasil erradicar a miséria. "Não estamos dizendo que não existem mais brasileiros extremamente pobres ou destituídos da condição de vida digna. Infelizmente ainda existe.

Nós sabemos disso. É necessário inclui-los para que recebam o beneficio que têm direito. [...] Falta pouco para que não haja mais brasileiros mergulhados na miséria"A presidente afirmou que a ampliação do Brasil Sem Miséria tem "força simbólica" e é um dos mais importantes atos de seu governo. "Nesta sala eu já assinei vários atos. Já tive a honra e a alegria de participar de vários e importantes lançamentos, atividades para o país e para diferentes setores sociais.

Mas tenho certeza que nenhum deles tem a força simbólica e o efeito imediato deste ato que hoje assino", afirmou."Com ele, o Brasil vira uma página decisiva na nossa longa história de exclusão social", disse a presidente, complementando que os 2,5 milhões que receberão complemento de renda são "os últimos brasileiros extremamente pobres inscritos no cadastro do Bolsa Família a transpor a extrema miséria".Dilma citou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como a primeira gestão federal a "trazer a questão social para o centro do debate nacional". Ela disse que, após erradicar a miséria, o Brasil precisa alcançar outras metas, como emprego de qualidade."Estamos virando uma página decisiva na nossa longa história de exclusão social que tem a marca perversa da escravidão. Outras páginas precisam ser viradas.

Como acesso a emprego de qualidade, por isso, os cursos de capacitação. [...] O governo federal tem feito sua parte. Cabe aqui agradecer a parceria de todos os estados e dos municípios nessa empreitada histórica".Busca ativaDesde sua criação, em junho de 2011, o Brasil Sem Miséria, por meio de um mecanismo chamado "busca ativa", localizou 2,84 milhões de pessoas vivendo em condição de extrema pobreza. Elas foram incluídas no cadastro e passaram a receber o benefício, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social.A ministra Tereza Campello afirmou que o governo não descuidará da busca de mais famílias que vivam em situação de miséria. "Estamos trabalhando muito para isso. Procurar todos os brasileiros que devem fazer parte do Cadastro Único.

Já localizamos mais de 800 mil famílias e, juntos com os prefeitos eleitos, temos ambição de localizar mais 700 mil", disse."Não descuidaremos do nosso cadastro. Temos orgulho de ter um dos cadastros mais focalizados do mundo. É só um começo", completou a ministra.Dilma Rousseff pediu que os municípios continuem buscando pessoas que ainda estão abaixo da linha da pobreza. "Quero propor um grande campeonato pela justiça e pela igualdade em nosso país. Vamos todos juntos desvelar e varrer por completo a pobreza extrema invisível de nosso território.

Vamos preencher as lacunas do nosso cadastro único", disse a presidente.A busca ativa é o mote do Brasil Sem Miséria, principal programa social do governo Dilma e que engloba o Bolsa Família, o Brasil Carinhoso, entre outras ações de combate à pobreza.Histórico de ampliaçõesNo ano passado, a presidente Dilma Rousseff já havia anunciado a complementação da renda para famílias com crianças de 0 a 6 anos. Agora, a complementação passará a ser feita a todas as famílias.No começo de fevereiro, a presidente disse que até março deste ano todas as pessoas em condição de pobreza extrema cadastradas pelo governo sairiam da miséria.





terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Caminhada beneficia o corpo e a mente Ela controla a pressão, diabetes, protege contra demência e ainda emagrece.


  Notícias / Saúde
18/02/13 - 16:40 - Atualizado em 18/02/13 - 16:47 

Você conhece algum exercício mais fácil de praticar do que a caminhada? Ela não exige habilidade, é barata, pode ser feito praticamente a qualquer hora do dia, não tem restrição de idade e ainda pode ser feita dentro de casa se a pessoa tiver uma esteira. "Para uma pessoa que não pratica nenhum tipo de esporte, uma caminhada de 10 minutos por dia já provoca efeitos perceptíveis ao corpo, depois de apenas uma semana, explica o fisiologista do esporte Paulo Correia, da Unifesp. Além da melhora do condicionamento físico, as vantagens de caminhar para a saúde do corpo e da mente são muitas, e comprovadas pela ciência. O Minha Vida reuniu 11 benefícios que esse hábito pode fazer para você. Confira aqui e movimente-se:

1.Melhora a circulação.
Um estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, provou que caminhar durante aproximadamente 40 minutos é capaz de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão.
Além disso, a caminhada faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo. "Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Somado a isso, a caminhada também faz as artérias, veias e vasos capilares se dilatarem, tornando o transporte de oxigênio mais eficiente às partes periféricas do organismo, como braços e pernas", explica o fisiologista Paulo Correia.

2.Deixa o pulmão mais eficiente.
O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. De acordo com Paulo Correia, as trocas gasosas que ocorrem nesse órgão passam a ser mais poderosas quando caminhamos com frequência. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras.
"A prática da caminhada, se aconselhada por um médico, pode ajudar também a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite. Em alguns casos mais simples, ela tem o mesmo efeito de um xarope bronco dilatador", explica.

3. Combate a osteoporose.
O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose.
"Na fase inicial da perda de massa óssea, a caminhada é uma boa maneira de fortalecer os ossos. Mesmo assim, quando o quadro já é de osteoporose, andar frequentemente pode diminuir o avanço da doença", diz o fisiologista da Unifesp.

4. Afasta a depressão.
Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina.
Depois de um tempo, é preciso praticar ainda mais exercícios para sentir o efeito benéfico do hormônio. "Começar a caminhar é o inicio de um círculo vicioso. Quando mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, o que te dá mais ânimo. Esse relaxamento também faz com que você esteja preparado para passar cada vez mais tempo caminhando", explica Paulo Correia.

5. Aumenta a sensação de bem-estar.
Uma breve caminhada em áreas verdes, como parques e jardins, pode melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Essex, no Reino Unido.
Comparando dados de 1,2 mil pessoas de diferentes idades, gêneros e status de saúde mental, os pesquisadores descobriram que aqueles que se envolviam em caminhadas ao ar livre e também, ciclismo, jardinagem, pesca, canoagem, equitação e agricultura, apresentavam efeitos positivos em relação ao humor e à autoestima, mesmo que essas atividades fossem praticadas por apenas alguns minutos diários.
6. Deixa o cérebro mais saudável.
Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Entretanto, um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que esse efeito antienvelhecimento do exercício pode ser possível também em relação ao cérebro, ao aumentar seus circuitos e reduzir os riscos de problemas de memória e de atenção. "Os estímulos que recebemos quando caminhamos aumento a nossa coordenação e fazem com que nosso cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos, sejam eles visuais, táteis, sonoros e olfativos", comenta Paulo Correia.
Outro estudo feito pela Universidade de Pittsburgh, afirma que as pessoas que caminham em média 10 quilômetros por semana apresentam metade dos riscos de ter uma diminuição no volume cerebral. Isso pode ser um fator decisivo na prevenção de vários tipos de demência, inclusive a doença de Alzheimer, que mata lentamente as células cerebrais.

7. Diminui a sonolência.
A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. Essa substância deixa o corpo mais disposto durante as horas subsequentes ao exercício. Somado a isso, a caminhada melhora a qualidade do sono de noite.
"Como o corpo inteiro passa a gastar energia durante uma caminhada, o nosso organismo adormece mais rapidamente no final do dia. Por isso, poucas pessoas que caminham frequentemente têm insônia e, consequentemente, não tem sonolência no dia seguinte", completa o especialista da Unifesp.

8. Mantém o peso em equilíbrio e emagrece.
Esse talvez seja o benefício mais famoso da caminhada. "É claro que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas", afirma Paulo Correia.
E o papel da caminhada na perda de peso não para por aí. Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostrou que, mesmo horas depois do exercício, a pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.
Esteira
A conclusão foi de que os músculos dos atletas convertem constantemente mais energia em calor do que os de indivíduos sedentários. Isso ocorre porque quem faz um treinamento intensivo de resistência, como é o caso da caminhada, tem um metabolismo mais acelerado.

9. Controla a vontade de comer.
Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, sugere que fazer caminhadas pode conter o vício pelo chocolate. Durante o estudo, foram avaliadas 25 pessoas que consumiam uma quantidade de pelo menos 100 gramas por dia de chocolate. Os chocólatras tiveram que renunciar ao consumo do doce e foram divididos em dois grupos, sendo que um deles faria uma caminhada diária.
Os pesquisadores perceberam que não comer o chocolate, juntamente com o estresse provocado pelo dia a dia, aumentava a vontade de consumir o doce. Mas, uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade pela guloseima.
"Além de ocupar o tempo com outra coisa que não seja a comida, a caminhada libera hormônios, como a endorfina, que relaxam e combatem o estresse, efeito que muitas pessoas buscam compulsivamente na comida", afirma Paulo Correia.

10. Protege contra derrames e infartos.
Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. "Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. Isso impede que as artérias parem de transportar sangue ou entupam", diz Paulo.
A caminhada também regula os níveis de colesterol no corpo. Ela age tanto na diminuição na produção de gorduras ruins ao organismo, que têm mais facilidade de se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos e por isso causar derrames e infartos, como no aumento na produção de HDL, mais conhecido como colesterol bom.
11. Diabetes.
A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.
Outro ponto importante é que o treinamento aeróbico intenso produzido pela caminhada é capaz de reverter a resistência à insulina, um fator importante para o desenvolvimento de diabetes. Assim fica comprovado que os exercícios têm ainda mais benefícios contra o mal do que se pensava anteriormente.
"Quanto maior a quantidade de insulina no sangue, maior a capacidade das células absorverem a glicose. Quando esse açúcar está circulando livremente no sangue, pode causar diabetes", explica o fisiologista da Unifesp.
Minha vida.


quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

E haja fogo.






Vários Blog do Estado, noticiaram o incêndio que consumiu o   ônibus escolar patrimônio da Prefeitura Municipal de Esperança -PB   no  inicio dessa semana , algo estranho, se é que possamos dizer assim , é que um veiculo parado em um local público onde se não tinha mas devia existir um vigia, acontece um ato dessa natureza.
Em Esperança o fogo tem sido muito audacioso,  a Usina de Compostagens localizada no Sitio Lagoa Verde neste,    virou um lixão na administração passada,  por varias fezes foi colocado fogo por quem a administração  não soube responder, como não pode ser diferente  o fogo continua  , poluindo o ar prejudicando famílias que ali residem. Será que não está na hora de se investigar quem é o responsável por esse incêndios ou vai continuar  sem   uma resposta  a população ?  Basta o ar poluído com a fumaça da usina e agora os alunos sem ônibus escolar por ter sido incendiado, ESSE NÃO É O CAMINHO. 



segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Ministro das Cidades anuncia pacote de investimentos na ordem de R$ 3,5 bi para PB De acordo com Aguinaldo a verba será viabilizada por meio de parcerias com o Governo do Estado e Prefeituras Municipais


Cidades | Em 07/01/13 às 12h34, atualizado em 07/01/13 às 13h20 | Por Redação






                                                       o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, anunciou, nesta segunda-feira (7), a ordem de investimentos para Paraíba de R$ 3,5 bilhões. Em entrevista coletiva à imprensa, o ministro afirmou que o pacote de recursos será investido no estado no período de 2013 e 2014 e usados nas áreas de habitação, mobilidade urbana  e saneamento básico.

De acordo com Aguinaldo a verba será viabilizada por meio de parcerias com o Governo do Estado e Prefeituras Municipais. Uma das maiores fatias será investida no Programa Minha Casa, Minha Vida, que irá receber 2,3 bilhões. Em seguida os maiores recursos foram destinados para mobilidade urbana, com cerca de R$ 1 bilhão para área e R$ 144 milhões para saneamento básico.

O Orçamento da União será votado em fevereiro e já será disponibilizado para Paraíba  a verba de R$ 117 milhões, segundo informou o ministro.

Para  João Pessoa será liberado R$ 18 milhões para construção do Viaduto do Geisel e mais de R$ 40 milhões para obras de reurbanização do Parque Solon de Lucena, no Centro da Capital.

Aguinaldo Ribeiro anunciou também o recurso de R$ 125 milhões para a construção da 2ª etapa da adutora Translitorânea. No mês de novembro a obra foi tratada entre o ministro e o governador Ricardo Coutinho.

Outro investimento destacado pelo ministro foi a liberação de R$ 7 milhões para obras de pavimentação e drenagem do bairro de Intermares, na cidade de Cabedelo. Para o projeto de revitalização e urbanização do Açude Grande, em Cajazeiras será destinado R$ 10 milhões e para Santa Rita serão liberados R$ 5 milhões para obras de pavimentação e drenagem.
 FONTE:Portal Correio



sexta-feira, 21 de dezembro de 2012





Façamos de nossa vida uma extensão da noite de Natal,  renascendo continuamente em amor e fraternidade.  Natal, noite de alegria, Canções, festejos, bonança.  Que seu coração floresça em amor e esperança!

 São os votos de todos que fazem o gabinete e o blog do Vereador Amazan